Feira do Livro 2016 começa a tomar forma na Praça da Alfândega

Começou, nesta sexta-feira, 14, a montagem dos estandes da 62ª Feira do Livro de Porto Alegre, que se realiza entre 28 de outubro e 15 de novembro, na Praça da Alfândega, com apoio da Prefeitura de Porto Alegre. O tema do evento em 2016 é o analfabetismo funcional. Institutições da Secretaria Municipal da Cultura promovem lançamento de livros durante a festa.

No dia 12 de novembro, sábado, a Coordenação do Livro e Literatura promove sessões de autógrafos de Os Silêncios de Pedro, de Sergio Napp (Vol. II – Coleção Gurizada – Infantil), às 18h, e de Cecília que Amava Fernando, de Caio Riter, às 19h, ambos na Praça de Autógrafos. No dia 13, domingo, será a vez de serem lançados Histórias de Trabalho 2016, coletânea dos trabalhos vencedores nas categorias Histórias Verdadeiras e Inventadas, Cartum, HQ e Fotografia, de vários autores, às 14h, ePoemas no Ônibus e no Trem 2016, coletânea com os 50 poemas vencedores que circularão nos ônibus da Capital e no Trensurb em 2017, de vários autores, às 16h, os dois no Memorial do Rio Grande do Sul (Rua 7 de Setembro, 1020).

Por sua vez, a Coordenação da Memória Cultural da SMC lançará, na quinta-feira, 3 de novembro, o livro Vila do IAPI – Orientações para Conservação, organizado por Luiz Bolcato Custódio e Manuela Franco Lopes da Costa, às 16h30min, na Sala Oeste do Santander Cultural, onde às 14h30 haverá debate com os autores e os arquitetos João Rovati e Maria Almeida, arquitetos e urbanistas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). No dia 14, segunda-feira, será a a vez de Viva o Centro a Pé, organizado por Bolcato e Liane Klein, que é tema de debate no auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Rua dos Andradas, 1223), às 16h, com os autores e os arquitetos urbanistas Glênio Bohrer e Cláudio Calovi Pereira, seguindo-se autógrafos às 18h, no memorial.

O secretário municipal da Cultura, Roque Jacoby, sublinha a importância da feira. Para ele, o fato de ela ser realizada há 62 anos ininterruptamente mostra uma determinação clara da comunidade cultural em fortalecer o hábito de leitura que considera fundamental para o desenvolvimento do cidadão.

A Feira do Livro de Porto Alegre foi inaugurada em 1955 graças à atuação do jornalista Say Marques, diretor-secretário do jornal Diário de Notícias, junto aos livreiros e editores da cidade. O evento, o maior do gênero a céu aberto da América Latina, é considerado referência no país por seu caráter democrático e pela consistência do trabalho que desenvolve na área da promoção da literatura e da formação de leitores. Realizada desde sua primeira edição na Praça da Alfândega, a feira é dividida em Área Geral, Área Internacional e Área Infantil e Juvenil. Este ano, o patronato ficou a cargo da escritora Cíntia Moscovich.

Você também pode se interessar por...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>