Ação incentiva público masculino a procurar unidades de saúde

Ampliar e facilitar o acesso do público masculino às ações e serviços de assistência integral do Sistema Único de Saúde (SUS) em Porto Alegre estão entre os objetivos da orientação promovida pela prefeitura nesta segunda-feira, 21, na Esquina Democrática (Borges de Medeiros equina rua dos Andradas), Centro da Capital. Motivada pelo Novembro Azul, a atividade ocorre das 9h às 17h e procura esclarecer quanto aos principais riscos à saúde do homem, como doenças cardiovasculares, câncer de próstata, obesidade, tabagismo, uso de álcool e outras drogas.

Presente ao evento, o secretário municipal de Saúde, Fernando Ritter, acredita que o mais importante do Novembro Azul é estimular que os homens comecem a se cuidar integralmente. “Para isso, é necessário que procurem as unidades de saúde, onde terão acesso a atendimento e ações de promoção e prevenção, especialmente com relação a doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, ampliando os cuidados com a alimentação, o corpo e a saúde mental”, afirma, ao destacar que a prevenção pode evitar problemas mais graves.

Ao meio-dia, foi apresentada mostra fotográfica feita com trabalhadores da rede municipal, incentivando o público masculino a procurar atendimento e orientações nas unidades de saúde. Além disso, banners gigantes estão na fachada do Paço Municipal (Praça Montevidéu, 10 – Centro Histórico) e em frente à sede da SMS (avenida João Pessoa, 325 – Farroupilha). A ação destaca a promoção do cuidado integral em saúde o ano inteiro, com ações permanentes de prevenção que envolvem a rede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Atendimento – A partir do acolhimento, a ênfase das ações desenvolvidas nas unidades de saúde da Capital está relacionada à verificação da pressão arterial, circunferência abdominal, peso e altura, além de avaliar a taxa de glicose e de testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites, com abordagens sobre direitos sexuais e reprodutivos e paternidade. Orientações quanto aos riscos do fumo, álcool e outras drogas, prevenção de violências e acidentes, sedentarismo, obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares também integram as ações.

Próstata – O câncer de próstata é o segundo câncer que mais mata homens, sendo que resultados alterados de exames simples, como toque retal e PSA (antígeno prostático específico), permitem suspeitar a doença. Conforme o assessor técnico da Gerência de Políticas Públicas em Saúde – Ciclos de Vida da SMS, urologista Marcos Dias Ferreira, as estatísticas apontam que um em cada seis homens vai desenvolver o câncer de próstata clinicamente significativo, ou seja, vai necessitar de tratamento. “No Brasil, 40% dos pacientes são detectados com a doença na fase avançada, quando o tumor já provocou metástase”, informa o médico. A detecção precoce possibilita mais de 95% de cura dos casos de câncer de próstata, além de ser mais barata e evitar quadros que evoluem para metástase nos ossos, provocando dores e um tratamento sofrido para garantir a sobrevida do paciente, que em média é de 36 meses, conforme o estágio da doença.

Confira os dez principais problemas de saúde dos homens no Brasil:

Câncer de próstata
Acidentes
Alcoolismo
Doenças cardiovasculares
Doenças sexualmente transmissíveis
Disfunção erétil
Depressão
Tabagismo
Obesidade
Diabetes

Campanha – A campanha do Novembro Azul tem o objetivo de alertar sobre a saúde do homem, promovendo diferentes ações de conscientização e oferta de exames variados de prevenção. Nas unidades de saúde, os homens dispõem de orientações sobre as doenças e agravos que mais atingem a saúde masculina. Muitas doenças podem ser prevenidas e, se descobertas precocemente, possuem  tratamento. O tema da campanha é “Não importa o tipo de homem que você é, seja do tipo que cuida da saúde”. Confira informações de serviços no site Novembro Azul da SMS e acesse o folder com informações relativas à saúde do homem. Porto Alegre possui 141 unidades de saúde. Clique aqui e conheça a unidade de referência, conforme o endereço residencial.

Outras informações podem ser obtidas na Ouvidoria da Saúde, pelo Fala Porto Alegre – Fone 156 ou neste link.

Você também pode se interessar por...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>